O Grey (das sombras) não era Alentejano…

alentejano
As Cinquenta Sombras de Grey em versão alentejana


Quatro alentejanos costumam ir pescar há muitos anos, sempre na mesma época, montando um acampamento para o efeito.
Este ano, a mulher do João bateu o pé e disse que ele não ia.
Profundamente desapontado, telefonou aos companheiros e disse-lhes que, desta vez não podia ir porque a mulher não deixava.
Dois dias depois, os outros chegaram ao local do acampamento e, muito surpreendidos, encontraram lá o João à espera deles e com a sua tenda já armada.

Então, João, como é que conseguiste convencer a tua patroa a deixar-te vir?

Bem, a minha mulher tem estado a ler "As Cinquenta Sombras de Grey" e,ontem à noite, depois de acabar a última página do livro,a minha mulher arrastou-me para o quarto.
Na cama, havia algemas e cordas!
Mandou-me algemá-la e amarrá-la à cama e depois disse:
Agora, faz tudo o que quiseres …

E EU … VIM PESCAR !!! …

SUBTILEZA FEMININA…

corno

Um homem telefona para a sua esposa e diz:
– Querida, o meu chefe convidou a mim e a alguns dos seus amigos para
irmos pescar num lago distante. Vamos ficar fora uma semana. Esta é uma
excelente oportunidade para eu conseguir a promoção que tenho esperado; por
isso me prepare roupa suficiente para uma semana, e também a minha caixa de
apetrechos de pesca. Vamos partir diretamente daqui do escritório, e vou
passar aí apenas para apanhar essas coisas.
– Ah… Por favor, coloque também o meu pijama novo, aquele de seda azul.
A mulher acha que isso soa um bocado estranho, mas atende ao pedido do
marido.
No fim-de-semana seguinte, ele regressa da pescaria um tanto cansado; mas,
fora isso, nada de anormal. A mulher recebe-o com um beijo e pergunta-lhe
se apanharam muitos peixes.
Ele responde:
– Sim! Muitos pargos, algumas garoupas e uns poucos carapaus. Mas, por que
é que você não colocou o meu pijama de seda azul, tal como pedi?
A mulher apenas olha fixamente nos olhos dele e responde segura de si:
– Coloquei sim, querido! Coloquei-o dentro da caixa de apetrechos de pesca.

Moral da história:

NUNCA DUVIDE DA CAPACIDADE DE RACIOCÍNIO DE UMA MULHER!…

MULHER BURRA NASCE HOMEM! …

“As Cinquenta Sombras de Grey”

Quatro homens costumam ir pescar há muitos anos, sempre na mesma época, montando um acampamento para isso. …
Este ano, a mulher do João bateu o pé e disse que ele não ia.
Profundamente desapontado, telefonou aos companheiros e disse-lhes que não podia ir…
Dois dias depois, os outros chegaram ao local do acampamento e, muito surpreendidos, encontraram lá o João à espera deles e com a sua tenda já armada.
– Então, João, como é que conseguiste convencer a tua “patroa” a deixar-te vir?
– Bem, ontem à noite, depois de acabar de ler “As Cinquenta Sombras de Grey”, a minha mulher arrastou-me para o quarto. Na cama, havia algemas e cordas! Mandou-me algemá-la e amarrá-la à cama e depois disse: “Agora, faz tudo o que quiseres…”.”
VIM PESCAR!

SUBTILEZA FEMININA

corno


Um homem telefona para a sua esposa e diz:

– Querida, o meu chefe convidou a mim e a alguns dos seus amigos e irmãos
para pescar num lago distante. Vamos ficar fora uma semana. Esta é uma
excelente oportunidade para eu conseguir a promoção que tenho esperado; por
isso me prepare roupa suficiente para uma semana, e também a minha caixa de
apetrechos de pesca. Vamos partir diretamente daqui do escritório, e vou
passar aí apenas para apanhar essas coisas.

– Ah… Por favor, coloque também o meu pijama novo, aquele de seda azul.

A mulher acha que isso soa um bocado estranho, mas atende ao pedido do
marido.

No fim-de-semana seguinte, ele regressa da pescaria um tanto cansado; mas,
fora isso, nada de anormal.

A mulher recebe-o com um beijo e pergunta-lhe se apanharam muitos peixes.

Ele responde:

– Sim! Muitos pargos, algumas garoupas e uns poucos carapaus. Mas, por que é
que você não colocou o meu pijama de seda azul, tal como pedi?

A mulher apenas olha fixamente nos olhos dele e responde segura de si:

– Coloquei sim, querido! Coloquei-o dentro da caixa de apetrechos de pesca.

Nomeada para melhor anedota do ano

corno


Sábado, como de costume, levantei-me cedo, vesti um agasalho, vesti-me
silenciosamente, bebi café e até fui dar um passeio com cão.
Em seguida, fui até à garagem e engatei o barco de pesca no meu Jeep.
De repente, começou a chover torrencialmente.
Havia até neve misturada com a chuva, ventos a mais de 80 km/h .
Liguei o rádio e ouvi que o tempo iria ser de frio e chuva durante todo
aquele dia.
Voltei imediatamente para casa. Silenciosamente, despi-me e deslizei para
baixo dos cobertores. Afaguei as costas da minha mulher e disse-lhe
baixinho:

– O tempo lá fora está terrível.

Ela, ainda meio adormecida, respondeu:

– Acreditas que o cabrão do meu marido foi a pesca com este tempo ?