A LONGEVIDADE DOS ALENTEJANOS…

médico
O Ti Zé Chaparro, aproveitando a viagem a Mértola, foi ao médico fazer

um 'xécápi'.
Pergunta o médico.
- Sr. José, o senhor está em muito boa forma para 40 anos.
- E eu disse que tenho 40 anos?
 - Que idade tem?
- Faço 57, agora, em Março.
- Não me diga! E quantos anos tinha o seu pai quando morreu?
- E eu disse que o meu pai morreu?
 - Oh, desculpe! Quantos anos tem o seu pai?
- O velho tem 81.
 - 81? Que bom! E quantos anos tinha o seu avô quando morreu?
- E eu disse que ele morreu?
- Sinto muito. E qual é a idade dele?
- 103, e ainda anda de bicicleta.
- Fico feliz em saber. E o seu bisavô? Morreu de quê?
- E eu disse que ele tinha morrido? Ele está com 124 e vai casar prá
semana que vem.
- Agora já é demais! - Diz o médico revoltado.
- Por que é que um homem de 124 anos iria querer casar?
- E eu disse que ele QUERIA casar? Não queria nada, mas engravidou a moça!.. 

A EMPREGADA AFRICANA

médico
A empregada africana, chorando convulsivamente, chega à sala de estar com a mala de viagem na mão e despede-se da patroa que, muito intrigada lhe perguntou:

– Carmélia, que se passa…? Para onde vai?

– Prá junto di minha família, Dona Fror, prá mórrér junto di meus!…

– Mas… o que aconteceu, querida?

– Óh Dona Fro, a sinhora fala sémpre qui seu marido é issilente médico e nunca errou uns dignóstico ná vida…

– Pois é… É verdade… Normalmente, ele nunca se engana no diagnóstico… Mas, o que tem isso a ver com a sua saída de casa?

– Então Dona Fror, é qui o Dr. hoje pela manhã, antes di ir embora, apértou a minha bunda com as duas mão e dissi-mi no ouvido:

– DESTA NOITI NUM PASSAS !!!

Toalhinha do ginecologista

médico

Numa estação de rádio canadiana, dão um prémio de 1000 a 5000 dólares à
pessoa que contar um facto verídico e que tenha ocasionado um verdadeiro
embaraço, daqueles que nos fazem enfiar-nos pelo "chão abaixo."

Esta história recebeu o prémio máximo, ou seja, os 5.000 dólares!

"Tinha consulta no ginecologista marcada para essa semana, mas tinham ficado
de me avisar o dia e a hora.

De manhã bem cedo, recebo um telefonema da funcionária do consultório
informando que a minha consulta tinha passado para esse mesmo dia pela
manhã, às 09h30. Tinha acabado de tratar do pequeno almoço do meu marido e
crianças e ia no momento começar a despachar-me; eram precisamente 08:45.
Fiquei em pânico, não tinha um minuto a perder.

Tenho a certeza que sou igual a todas as mulheres e que temos todas muito
cuidado e uma particular atenção com a nossa higiene pessoal, principalmente
quando vamos ao ginecologista mas, desta vez, eu nem sequer tive tempo de
tomar um duche. Subi as escadas correndo, tirei o pijama, agarrei uma
toalhinha que estava em cima da borda da banheira, desdobrei-a e molhei-a
passando-a depois, com todo o cuidado, pelas "partes íntimas" para ter a
certeza que ficara o mais limpo possível.

Joguei a toalhinha no saco da roupa suja, vesti-me e "voei" para o
consultório.

Estava na sala de espera há alguns minutos quando me chamaram para fazer o
exame.

Como já sei o procedimento, deitei-me sem ajuda e tentei como sempre faço,
imaginar-me muito longe dali, num lugar assim como o Caribe, ou em qualquer
outro lugar lindo e pelo menos a 10.000 km daquela situação.

Fiquei muito surpreendida quando o meu médico me disse:

– "Oh lá, lá!!! Hoje de manhã fez um esforço suplementar para ficar bonita,
e ficou muito bonita!"

Não recebi muito bem o cumprimento, e não respondi. Fui para casa tranquila
e o resto do dia decorreu normalmente: Limpei a casa, cozinhei, tive tempo
de ler uma revista, etc.

Depois da escola, já acabados os seus deveres, a minha filha, de 6 anos,
estava preparada para ir brincar, quando gritou do banheiro:

– "Mãe! Onde é que está a minha toalhinha?"

Gritei que tirasse uma do armário.

Quando me respondeu, juro que o que me passou pela cabeça, foi desaparecer
da face da terra. O comentário do médico martelava na minha cabeça sem
descanso e a minha filhinha disse-me só isto:

– "Não mãe, eu não quero uma toalhinha do armário; quero mesmo aquela que
estava dobrada na borda da banheira. Foi nela que eu deixei todas as minhas
purpurinas e as estrelinhas prateadas e douradas!"

A Maria e o Tó

médico

A Maria e o Tó, estavam internados num hospital psiquiátrico.

Um dia, durante o seu passeio habitual, o Tó saltou para dentro da piscina e afundou-se de imediato.
Maria saltou rapidamente para a piscina e conseguiu salvá-lo.
Quando o director teve conhecimento do acto heróico da Maria, deu imediatamente ordem para que esta fosse dada como curada.
Mandou chamá-la e comunicou-lhe:
– Tenho boas e más noticias a comunicar-te: As boas são que vamos dar-te alta, visto teres demonstrado possuir capacidade racional para ultrapassares uma situação de crise, e salvares a vida de um doente. O teu acto mostra que estás recuperada!
– As más notícias são de que o Tó, depois de o teres salvado, enforcou-se na casa de banho com o cinto do roupão, lamentamos imenso, mas está morto!
E a Maria respondeu:
– Ele não se suicidou, eu é que o pendurei a secar!

o assistente de médico – Jonas!

médico

Um médico, em SÃO PAULO, queria descansar e ir pescar.

Então dirigiu-se seu assistente e disse-lhe:

– JONAS, amanhã vou pescar e não quero fechar a clínica. Acha que consegue cuidar dela e de todos os pacientes ?

– Sim, senhor! – respondeu JONAS.

O médico foi pescar e voltou no dia seguinte.

– Então, JONAS, como correu o dia?

– Cuidei de três pacientes. O primeiro tinha uma dor de cabeça e,então, eu dei-lhe Paracetamol.

– Bravo, meu rapaz. E o segundo? – perguntou o médico.

– O segundo teve indigestão e eu dei-lhe Guronsan – informou JONAS.

– Bravo, bravo! Você é bom nisso… E o terceiro? – perguntou o médico.

– Bom, doutor, eu estava sentado aqui e, de repente, abriu-se a porta e entrou uma linda mulher. Ela tirou a roupa, despiu tudo,incluindo o sutiã e as cuequinhas. Depois deitou-se sobre a marquesa, e gritou: «AJUDE-ME, pelo amor de Deus! Há cinco anos que eu não vejo homem!”

– Nossa Senhora, JONAS, o que é que você fez? – perguntou o médico.

– Eu pus-lhe gotas nos olhos, doutor!

quando a vista é fraca

corno
médico
Um tipo, ao topar o vizinho do prédio em frente na varanda, puxou conversa com ele:
_ Ó vizinho! Quando é o seu aniversário?
_ Em Maio.!.!. Porquê?
_ Vou oferecer-lhe uns cortinados de presente, pra você colocar no quarto.

Não aguento mais ver você e sua esposa a darem quecas brutais em plena luz do dia aos gritos de prazer !
Nessa altura e sorrindo, o outro perguntou:
_ E o seu, quando é?
_ Em Setembro.!.!. Porquê?
_ Vou dar-lhe uns binóculos, pra você ver bem de quem é a esposa ! …

A morte do padre

médico
padre

O velho padre, durante anos, tinha trabalhado fielmente com o povo africano, mas voltou a Lisboa, doente e moribundo. No Hospital de Santa Maria, é a notícia da hora.

Já nos últimos suspiros, ele faz um sinal à enfermeira, que se aproxima.

– Sim, Padre? diz a enfermeira.

– Eu queria ver dois proeminentes políticos antes de morrer: Cavaco Silva e Passos Coelho, sussurrou o padre.

– Sim, Padre, verei o que posso fazer, respondeu a enfermeira.

Ela entra em contacto com a Assembleia da República e logo recebe a notícia: ambos também gostariam muito de visitar o padre moribundo.

A caminho do hospital, Cavaco diz a Passos Coelho:

– Eu não sei porque é que o velho padre nos quer ver, mas certamente que isso vai ajudar a melhorar a nossa imagem perante a Igreja e o povo, o que é sempre bom. Passos Coelho concordou, naturalmente.

Era uma grande oportunidade para eles, em queda no nível de popularidade, pelo que até foi enviado um comunicado oficial à imprensa sobre a visita.

Quando chegaram ao quarto, com toda a imprensa presente, o velho padre pegou na mão de Cavaco Silva, com sua mão direita e na mão de Passos Coelho, com sua esquerda.

Houve um grande silêncio e notou-se um ar de pureza e serenidade no semblante do padre.

Passos Coelho, morto de curiosidade, pergunta:

Padre, porque é que fomos nós os escolhidos, entre tantas pessoas, para estar ao seu lado, no seu fim?

O Padre, lentamente, disse:

– Sempre, em toda a minha vida, procurei ter como modelo o Nosso Senhor Jesus Cristo.

– Amém, diz Aníbal.

– Amém, diz Passos.

E o Padre concluiu:

– Então… como Ele morreu entre dois ladrões, eu quero fazer o mesmo!!!

Pão alentejano ….

alentejano
corno
médico
Um enfermeiro casado do Hospital de Santa Maria, estava namorando uma médica e ao fim de algum tempo ela ficou grávida!

Ele disse-lhe que assumia a paternidade da criança, mas que não queria que sua mulher soubesse do que se tinha passado.

Ela aceitou e por questões da sua privacidade, pediu a transferência para o Hospital de Évora.

No entanto voltou-se para ele e perguntou-lhe:

– Como te aviso quando o bebe nascer?

– Manda um postal e escreve só ”Pão alentejano".

Passaram-se alguns meses, quando o enfermeiro chega a casa, a esposa disse-lhe:

– Recebeste um postal de Évora mas eu não consigo entender o significado da mensagem.

Ele leu o postal e caiu no chão com um violento ataque cardíaco.

Foi levado imediatamente para as urgências.

O cardiologista perguntou à esposa:

– Aconteceu alguma coisa de anormal que possa ter causado este ataque cardíaco?

– Não!

– Ele apenas leu este cartão postal que diz:

DOIS PÃES ALENTEJANOS: UM COM CHOURIÇO OUTRO SEM.

desta noite nao passas..

médico

A empregada doméstica, chorando, faz a sua mala e despede-se da sua patroa:

— Onde vai? – pergunta a senhora.

— Regresso à minha terra, minha senhora, pois quero morrer perto da minha família.

— Mas, O que se passa? Por que diz isso?

— Minha senhora, não é a senhora que se farta de dizer que o seu marido é um grande médico e que nunca se equivoca nos seus diagnósticos?…

— E é bem verdade! Ele nunca se enganou num único diagnóstico! Mas…, o que tem essa conversa a ver consigo?

— Pois esta manhã, quando lhe estava a preparar a mesa para o pequeno almoço, o patrão deu-me um apalpão no cú e disse-me: — "Desta noite não passas!"

Mulher no médico

médico
mulher
UMA BELA MULHER VAI AO MÉDICO PARA EXAMES DE ROTINA:

– Seu pulmão, seu coração e a sua pressão estão ótimos diz o médico

Agora deixe-me ver essa coisinha que costuma meter as mulheres em grandes encrencas.

A mulher prontamente tira o vestido e quando começa a tirar a calcinha é interrompida:

– Não… não! Não precisa tirar a roupa, minha senhora…

Só quero que me mostre a sua língua…!!!

A SAPIÊNCIA DE UM POVO INVEJADO !

alentejano
médico

Um indivíduo vai ao consultório de um conhecido psiquiatra e diz-lhe:

– Todas as vezes que estou deitado, acho que está alguém debaixo da cama.

Nessa altura, vou para baixo da cama para ver, e acho que há alguém

em cima da cama. Para baixo, para cima, para baixo, para cima.

Estou a ficar maluco doutor!

– Deixe-me tratar de si durante dois anos – diz o psiquiatra. Venha

três vezes por semana, e eu curo-o desse problema.

– E quanto é que eu vou pagar por cada sessão? – pergunta o homem.

– 80 Euros por sessão – responde o médico

– Bem, vou pensar – conclui o sujeito.

Passados seis meses, encontram-se na rua.

– Ora viva! Então porque não apareceu no meu consultório? pergunta o

psicólogo.

– 80 euros a consulta, três vezes por semana, dois anos = 12.480

euros, ia ficar-me muito caro. Além disso falei com um alentejano na

minha herdade que me curou por 20 euros.

– Ah é? Como? – Pergunta o psiquiatra.

O sujeito responde: – Por 20 euros cortou-me os pés da cama…

O médico sábio!!!

bêbado
médico
O MÉDICO SÁBIO!!!

Médico: "Sim, o que aconteceu?"

Mulher: "Doutor, eu não sei o que fazer.

Toda vez que meu marido chega em casa bêbado, ele me bate.

Me dá muita porrada !!!"
Médico: "Eu tenho um remédio muito bom para isso.
Quando seu marido chegar em casa embriagado,

basta pegar uma xícara de chá de camomila e começar a gargarejar….

Apenas gargareje e gargareje que vai dar certo…"
E a mulher incrédula questiona:

"Doutor, eu gargarejar chá de camomila vai acalmar meu marido que chega bêbado e violento?"
Respondeu o paciente médico:

"Aprendi com a minha avó.

Além de lhe acalmar é uma espécie de simpatia…

Apenas faça isto, gargareje e
gargareje…"
Duas semanas depois ,ela retorna ao médico, e parece ter nascido de novo.
Mulher: "Doutor, Isso foi uma idéia brilhante!

Toda vez que meu marido chegou em casa bêbado,

eu gargarejei muitas vezes com chá de camomila e ele não me bate mais…

Será que a simpatia esta fazendo efeito, Doutor ???"
E o sábio médico responde:

"Você viu como calar a boca ajuda ???"

Teste simples de Alzheimer!

médico
Podes fazer sem receio.
Se der positivo sempre podes ir ao médico e começar o tratamento.
Se der negativo e te lembrares, podes-me convidar para lanchar…

Completa rápida e mentalmente as palavras seguintes, com a letra que falta:

__ARALHO

__INETE

__UNHETA

__ERDA

POR__A

F__DA

CO__A

Pronto? Agora sem batota confere as respostas:

BARALHO

SINETE

CUNHETA

PERDA

PORTA

FADA

COLA

Pensaste noutra coisa?
Calma, muita…. caaaalmaaaa ….. isso só prova que não tens Alzheimer.
É só a mente ligeiramente aporcalhada …

Vai em frente meu amigo,
Estás em forma !!!!

os velhinhos com parkinson

médico

Três velhinhos estavam a falar da doença de Parkinson que tinham em comum:

– As minhas mãos tremem tanto que ontem a fazer a barba cortei uma orelha – dizia o primeiro.

– As minhas mãos tremem tanto que hoje ao tentar cortar o pão consegui 200gr de pão ralado – disse o segundo.

– Oh…isso não é nada – disse o terceiro – as minhas mãos tremem tanto que hoje quando fui mijar vim-me três vezes!

Tensão arterial-medição correcta…

médico

A Medicina encontrou finalmente o modo mais correcto e rigoroso

para medir a tensão arterial, mais perto da realidade, nos homens…

Tinha de enviar isto às pessoas que conheço que estejam interessadas nas últimas notícias sobre testes à nossa saúde.