o Corno

corno
O corno estava triste em um bar, olhando fixamente para o seu copo de bebida, quando surge um valentão e chuta a cadeira à sua frente, pega o copo do corno, bebe tudo de uma golada só e diz bem alto pro corno:

– E aí, cara, vai reagir ?

– Reagir ? Eu vou é embora … Não devia nem ter saído de casa ! Imagine, seu moço, que hoje cedo eu briguei com minha mulher, saí de casa com raiva, bati o meu carro, cheguei atrasado no serviço e fui demitido ! Voltei pra casa mais cedo e peguei minha mulher com o vizinho. Aí, eu sento num bar, coloco veneno na minha bebida, e ainda vem um babaca que nem você e toma tudo ! É fogo ! Nem pra me matar eu presto !

As aparências muitas vezes nao iludem

corno

Um nobre e rico aristocrata estava a dar uma festa na sua mansão e reparou que um dos convidados se parecia extremamente com ele.
Pensando que uma tal semelhança não era possível sem laços de sangue e imaginando uma possível aventura do pai, aproximou-se do convidado e perguntou discretamente:

– A sua mãe foi alguma vez empregada desta casa…?

O convidado respondeu:
Não, mas o meu pai foi cá jardineiro!!!!!!!!!!!!!!!…

A mania de fazer surpresas.

corno

Júlio está no hotel com a amante, curtindo uns momentos de puro relax, quando ela resolve interromper o silêncio:
– Júlio, por que não cortas essa barba?
– Ah… se dependesse só de mim… Sabes que minha mulher seria capaz de me matar se eu aparecesse sem barba… ela gosta de mim assim!
– Ora, querido – insiste a amante – Faz isso por mim, por favor…
– Não sei não, querida…. sabes, a minha mulher ama-me muito, não tenho coragem de a decepcionar…
– Mas sabes que eu também te amo muito… pensa no caso, por favor…
O tipo continua dizendo que não dá, até que não resiste às súplicas da amante e resolve atender ao pedido.
Depois do trabalho ele passa no barbeiro, em seguida vai a um jantar de negócios e quando chega a casa a esposa já está dormindo.
Assim que ele se deita, sente a mão da esposa afagando o seu rosto lisinho e com a sua voz sonolenta diz:
– Duarte!!! Ainda estás aqui? – Vai-te embora… O barbudo está quase a chegar !!!

a escrita inteligente

corno

A man received a message from his neighbour:

"Sorry sir, I am using your wife… day and night… when you are not present at home… In fact, much more than you do.

I confess this now because I am feeling very much guilt. Hope you will accept my sincere apologies."

The man shot the wife… A few minutes later he received another message:

"Sorry sir, spelling mistake… wifi, not wife".

Se for para mim diz que não estou em casa

corno
Marido e mulher na sala…
– Se for para mim, diz que eu não estou em casa.
Mulher atende e diz:
– Ele está em casa.
Marido:
– Pôrra, mas o que foi que eu acabei de te dizer, mulher…?
Mulher: – Era para mim!

Meteu a cabeça onde não era chamado….

corno

O Antunes, grande caçador, tinha por hábito tomar um aperitivo no regresso da caça, sempre na mesma velhinha tasca. O pior é que tinha o costume de bater com a coronha da espingarda no chão quando a encostava ao balcão.
Cada vez que tal acontecia, a Marília, dona do tasco, bem o avisava:
– Qualquer dia, ainda tens a arma carregada e vai acontecer uma desgraça!
Bem dito, bem feito. Um dia a arma disparou-se.
– Bem te avisei, Antunes! Ainda para mais, o quarto da criada é mesmo por cima e ela disse-me que ia descansar um bocado. Vai depressa lá acima e vê o que pode ter acontecido.
No regresso, o Antunes comenta que a criada estava bem.
– Ela estava deitada, com as pernas abertas e o tiro passou-lhe pelo meio das pernas sem lhe fazer um arranhão.
Claro que a Marília ficou descansada e aliviada com a resposta.
E o Antunes continua:
– Olha, o pior foi com o teu marido… ficou sem cabeça…

quando a vista é fraca

corno
médico
Um tipo, ao topar o vizinho do prédio em frente na varanda, puxou conversa com ele:
_ Ó vizinho! Quando é o seu aniversário?
_ Em Maio.!.!. Porquê?
_ Vou oferecer-lhe uns cortinados de presente, pra você colocar no quarto.

Não aguento mais ver você e sua esposa a darem quecas brutais em plena luz do dia aos gritos de prazer !
Nessa altura e sorrindo, o outro perguntou:
_ E o seu, quando é?
_ Em Setembro.!.!. Porquê?
_ Vou dar-lhe uns binóculos, pra você ver bem de quem é a esposa ! …

TRAIÇÃO ALENTEJANA

corno

A sogra alentejana chega à casa do genro e encontra-o de saída com as malas na mão, furioso.
– O que aconteceu, ó, Manel?
– O que aconteceu?
– Pois aconteceu o seguinte, minha sogra! Fui viajar e mandei um telegrama para a Isabel avisando que voltaria hoje. Chego a casa e o que encontro? Ela com um sujeito! Os dois nus na nossa cama! É o fim, estou a ir embora para sempre!
– Calma! – pede Dona Maria. Deve haver algo errado nessa história, a Isabel jamais faria uma palermice dessas! Espera um pouco que vou verificar o que se passou.
Momentos depois, Dona Maria volta sorridente:
– Não disse que havia um equívoco, meu filho? A Isabel não recebeu o teu telegrama.

Pão alentejano ….

alentejano
corno
médico
Um enfermeiro casado do Hospital de Santa Maria, estava namorando uma médica e ao fim de algum tempo ela ficou grávida!

Ele disse-lhe que assumia a paternidade da criança, mas que não queria que sua mulher soubesse do que se tinha passado.

Ela aceitou e por questões da sua privacidade, pediu a transferência para o Hospital de Évora.

No entanto voltou-se para ele e perguntou-lhe:

– Como te aviso quando o bebe nascer?

– Manda um postal e escreve só ”Pão alentejano".

Passaram-se alguns meses, quando o enfermeiro chega a casa, a esposa disse-lhe:

– Recebeste um postal de Évora mas eu não consigo entender o significado da mensagem.

Ele leu o postal e caiu no chão com um violento ataque cardíaco.

Foi levado imediatamente para as urgências.

O cardiologista perguntou à esposa:

– Aconteceu alguma coisa de anormal que possa ter causado este ataque cardíaco?

– Não!

– Ele apenas leu este cartão postal que diz:

DOIS PÃES ALENTEJANOS: UM COM CHOURIÇO OUTRO SEM.

O perigo da gripe…

corno
taxista

Um sujeito, voltando de uma viagem de negócios dois dias antes do previsto, entra num táxi no aeroporto.

Enquanto se dirige para casa, ele pergunta ao taxista se não se importa de ser sua testemunha, pois suspeita que a sua esposa está tendo um caso e pretende apanhá-la em flagrante.


O motorista fica de pé atrás, mas curioso aceita. E, ao chegarem silenciosamente à casa, sobem pé ante pé até ao quarto.


O marido acende as luzes, arranca o cobertor e lá está a esposa dele na cama com outro homem.


O marido coloca a arma na cabeça do homem nu.

A esposa grita, aflita:

– Não faças isso! Este homem tem sido muito generoso! Eu menti quando te disse que tinha herdado dinheiro.

Foi ele quem pagou o BMW que eu comprei para ti, ele pagou também o nosso iate novo e foi ele quem comprou e mantém a nossa casa na Quinta do Lago e comprou o nosso título do Ténis Club!!!

Perplexo, surpreso, o marido abaixa a arma. Olha para o taxista e pergunta:

– O que é que você faria?

O motorista responde:

– Eu cá tapava-o já com o cobertor, antes que ele apanhe uma gripe!!!!

FOI SÓ 3 VEIZ

corno
TRAIÇÃO CAIPIRA
Mineirim no leito de morte, decidiu ter uma conversa definitiva com a sua companheira de toda a vida sobre a fidelidade da mesma:
– Muié, pode falá sem medo… já vô morrê mess e prifiro sabê tudim direitim…
– Ocê arguma veiz traiu eu?
– Ô Zé, num fala dessas coisa que eu tenho vergonha….
– Pode falá muié…
– Quero não…
– Fala muié, disimbucha…
– Mió dexá pra lá, Zé.
– Vai, conta…
-Queto Zé, morre em paz…
Depois de muita insistência ela resolveu abrir o jogo:
-Tá bão Zé, vou contá, mais numi responsabilizo…
– Pode contá.
– Ói Zé, traí sim, mas foi só trêis veiz.
– Intão conta sô! Trêis veiz nessa vida toda até qui num foi muito!
-A primera foi quando cê foi demitido daqueli imprego qui ce brigou cum chefe.
– Ué, mas eu fui adimitido dinovo logo dispôis sô…
– Pois é Zé… eu fui lá cunversá cum ele, acabei dano pra ele e ele ti contratô di vorta.
– Ah, muié, cê foi muito boa cumigo… essa traição num dá nem pra leva a mar, foi pela necessidade da nossa famía…tá perdoada.
E a segunda?
– Lembra quando cê foi preso pru modi daquele furdunço que cê prontô na venda?
– Lembro muié, mas num fiquei nem meio dia na cadeia.
– Pois é Zé… eu fui lá cunversá cum delegado e acabei dano pra ele ti sortá.
– Ê muié, isso nem conta também não, a carsa foi justa… imagina ficá preso lá um tempão. Ocê nem me traiu, foi pela nossa famía e pela minha liberdade, uai.
E a úrtima?
– Lembra quando cê si candidatô pra vereadô?
– Lembro muié… me elegi.
– Pois é… eu qui consegui aqueles 1.752 votu…

o armário do IKEA

corno
marido

Uma senhora vai ao Ikea comprar um armário novo. Para que lhe saia mais barato, compra um em kit. Ao chegar a casa, monta-o e fica perfeito.

Nesse momento passa o comboio (ela mora junto à estação de comboios) e o armário desmonta-se todo.

Monta novamente o armário. E este volta a cair com o passar do comboio. À terceira tentativa falhada, telefona para a Ikea e exige a presença de um técnico.

O técnico chega, monta o armário e, quando passa o comboio, desmonta-se todo. O técnico monta novamente o armário, passa outro comboio e, armário novamente desmontado. Então, o técnico tem uma brilhante ideia:

Escute, minha senhora, eu vou montar novamente o armário, meto-me lá dentro e espero que passe o comboio para ver porque é que o armário se está a desmontar.

E assim fez.

Nisto o marido entra no quarto e diz:

– Querida, que armário tão bonito! – e abre a porta.

Ao ver o técnico da Ikea pergunta:

– O que é que você faz aí?

Este responde:

– Estou quase tentado a dizer-lhe que vim comer a sua mulher. Porque, se lhe digo que estou à espera do comboio, não vai acreditar.

a ida ao Motel

corno

Josefa não aguentou e teve de contar à sua amiga Lurdes:

– O teu marido foi visto num motel.

A Lurdes abriu a boca e arregalou os olhos.

– Quando? Onde? Com quem?

– Ontem. No Discretu’s.

– Com quem? Com quem?

– Isso eu não sei.

Quando o Alberto chegou em casa, a Lurdes anunciou que iria deixá-lo. E contou porquê.

– Mas que história é essa, Lurdes? Então não te lembras quem era a mulher que estava comigo no motel eras tu, minha tonta !!!

– Claro que me lembro !! Maldita hora em que eu aceitei ir lá ao Discretu’s dar uma rapidinha! Toda a cidade já sabe que tu estiveste lá com uma gaja!!! Ainda bem que não me identificaram…

– E agora?

– Agora ?? Agora vou ter que te deixar !! É óbvio? É o que todas as minhas amigas estão à espera que eu faça. Não sou mulher de ser enganada pelo marido e não reagir.

Mais tarde, já quando a Lurdes estava a sair de casa, com as malas, o Alberto chamou-a. Estava sombrio, taciturno…

– Acabo de receber um telefonema – disse – Era o Mendes.

– O que queria ele?

– Fez mil rodeios, mas acabou por me contar. Disse que, como meu amigo, tinha que me contar que tu foste vista a sair do motel Discretu’s ontem, com um homem, e que de certeza não foi coisa boa.

– O homem eras tu!

– Eu sei, mas eu não fui identificado.

– Mas não lhe disseste que eras tu?

– O quê? Para os meus amigos ficarem a pensar que vou a um motel com a minha própria mulher? Deus me livre de tal coisa!!

– E agora?

– Desculpa, Lurdes, eu não queria, mas…

– Mas o quê???

– Vou ter que te dar uma carga de porrada…

A sua Chefe sai mais cedo???

corno

Num escritório trabalhavam três raparigas e tinham uma chefe. A cada dia elas notavam que a chefe saía sempre mais cedo.

Um dia todas decidiram que, quando a chefe saísse, elas fariam o mesmo.Afinal, depois de sair, a chefe nunca mais voltava, nem dizia mais nada, por isso estariam seguras. E porque é que também não poderiam ir para casa mais cedo?

A morena ficou absolutamente radiante por ir para casa mais cedo. Pôde tratar um pouco do jardim, passar algum tempo a brincar com o filho, e foi para a cama mais cedo.

A ruiva ficou também deliciada com esse tempinho extra. Aproveitou para uma curta aula no ginásio antes de se preparar para um encontro ao jantar.

A loura ficou contente por chegar a casa mais cedo e surpreender o marido, mas quando chegou ao quarto, ouviu vários sons abafados. Abrindo a porta lenta e silenciosamente, ficou mortificada por ver o marido com a sua chefe em grande acção na cama! Suavemente fechou de novo a porta e saiu da casa.

No dia seguinte, durante a pausa para café, a morena e a ruiva planeavam sair de novo mais cedo e perguntaram à loura se ela queria fazer o mesmo.

– Nem pensar! – foi a resposta – Quase que fui apanhada ontem!

A LIÇÃO DO DIA – Bateria fraca…

corno
Um homem, gravou o número da sua amante, com o nome de BATERIA FRACA.

Sempre que a amante liga, na ausência dele, a esposa pega no telemóvel, e põe-no a .. carregar !!!

Erro! Nome de ficheiro não especificado.