1º dia de taxista

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Uma senhora acabada de chegar a Lisboa apanhou um táxi, em direcção ao hotel onde ficaria hospedada.

O taxista, por incrível que pareça, não disse nada, nada, mesmo nada, durante o percurso, até que a senhora quis fazer-lhe uma pergunta e tocou-lhe no ombro.

Ele gritou… foooonix…dássssssssssse……..q raio é isto…… finalmente acabou por perder o controle do carro e, por pouco, não provocou um terrível acidente.

Com o carro já parado, a senhora disse para o taxista que estava completamente apavorado:

Desculpe, desculpe mas francamente, eu não sabia que o senhor se ia assustar tanto com um simples toque no ombro!

– Ó minha senhora não me leve a mal… é que este é o meu primeiro dia como taxista.

– E o que é que o senhor fazia antes disto? – Perguntou ela.

– Eu fui motorista de carro funerário durante 25 anos

Barack Obama e os alentejanos

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

O Presidente dos Estados Unidos da América, Barak Obama, ouviu tanto falar dos alentejanos, que decidiu convidar um grupo deles para visitarem os Estados Unidos.

Mandou o seu próprio avião buscá-los ao Alentejo e prepararam uma grande recepção no hangar presidencial, onde colocaram um grande palanque, com banda, passadeira e cartazes de boas-vindas.

Ao chegar o avião, a banda começa a tocar, os coros a cantar, abre-se a porta do avião, assoma-se a hospedeira e,… nada, dos convidados… nada.

O presidente, descontrolado porque eles não descem, manda o seu secretário investigar.

O secretário regressa, fala com o presidente e diz-lhe:

-“Senhor, os alentejanos não querem descer porque têm medo do Well”

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

O presidente não percebe nada e diz-lhe:

-“Mas… quem é o Well?”

Regressa o secretário e diz ao alentejano:

– O Presidente pergunta quem é Well?

E o alentejano diz-lhe:

– Não sei! Mas ali, naquele cartaz diz:

*”WELL COME ALENTEJANOS”*

A Tia Lídia…

O Joãozinho achou tão excitante o que tinha visto que não se conteve e correu para casa contar à mãe.

– Mãe! Mãe! Eu estava no pátio da escola, quando vi o carro do pai ir para o bosque com a tia Lídia. Fui atrás para ver.

O pai estava a dar um grande beijo na tia Lídia. Depois ele ajudou-a a tirar a blusa, depois a tia Lídia ajudou o pai a tirar as calças e depois a tia Lídia…

Nesse ponto, a Mãe interrompeu-o e disse:

– Joãozinho, essa é uma história tão interessante, que vais guardá-la para contar à hora do jantar!…

Quero ver a cara do pai, quando lhe contares tudo isso, à noite.

Ao jantar, a mãe pediu ao Joãozinho para contar a história.

– Eu estava a brincar no pátio da escola quando vi o carro do pai ir para o bosque com a tia Lídia. Corri para ver. Ele estava a dar um grande beijo à tia Lídia. Ajudou-a a tirar a blusa e a tia Lídia ajudou o pai a tirar as calças e depois a tia Lídia e o pai começaram a fazer as mesmas coisas que a mãe e o tio Jacinto faziam, quando o Pai estava na tropa!

A Mãe desmaiou!

Ah Valente.. grande cão

Em um avião, um homem está sentado na janela quando chega outro homem, senta na poltrona do corredor, e acomoda um lindo labrador preto na poltrona do meio.

O cara que está sentado do lado da janela olha para o cachorro com certo receio e pergunta:

– Por que permitiram ao senhor embarcar com esse cachorro?

O dono do cachorro explicou que era agente do esquadrão de combate às drogas, e que o cachorro era o melhor farejador da equipe, e que o nome do animal era Valente, e que, se ele tivesse interesse, quando o avião decolasse, ele mostraria as habilidades do animal o colocando para trabalhar em pleno vôo.

Quando o avião decolou, o agente falou:

– Veja isso! – E ordenou para Valente: “Busca”!

Valente pulou da poltrona, andou pelo corredor e finalmente sentou determinado ao lado de uma mulher por alguns instantes.

Em seguida voltou para o seu assento e colocou uma pata no braço do agente. O agente falou:

– Bom menino!

Virou para o outro passageiro e falou:

A mulher está carregando maconha, vou anotar o assento dela e as autoridades irão prendê-la quando aterrarmos. Ele não é maravilhoso? Mas ainda não acabou… Busca!

Valente saiu novamente pelo corredor e sentou ao lado de um homem durante alguns segundos. Retornou ao seu assento e colocou duas patas no braço do agente. O agente falou:

– Aquele homem está de posse de cocaína, vou anotar seu assento e comunicarei às autoridades para as devidas providências.

O cara da janela estava maravilhado com o cachorro e o agente mais uma vez ordenou Valente que fizesse nova busca. Valente saiu pelo corredor, sentou por alguns instantes e voltou correndo para sua poltrona. Deu um uivo agudo e começou a cagar em todo o assento. O cara da janela estava realmente espantado com o comportamento do animal e ficou sem entender como e por que um animal tão bem treinado estava se comportando daquela maneira.

Perguntou ao agente:

– O que está acontecendo com ele?

E o agente, sem conseguir disfarçar o nervosismo, respondeu:

– Ele acabou de encontrar uma bomba…

Árvore Genealógica

Mãe, vou casar!

Jura, meu filho ?! Estou tão feliz ! Quem é a moça ?

Não é moça. Vou casar com um moço. O nome dele é Murilo.

Você falou Murilo… Ou foi meu cérebro que sofreu um pequeno surto psicótico?

Eu falei Murilo. Por que, mãe? Tá acontecendo alguma coisa?

Nada, não.. Só minha visão que está um pouco turva. E meu coração, que talvez dê uma parada. No mais, tá tudo ótimo.

Se você tiver algum problema em relação a isto, melhor falar logo…

Problema ? Problema nenhum. Só pensei que algum dia ia ter uma nora… Ou isso.

Você vai ter uma nora. Só que uma nora… Meio macho. Ou um genro meio fêmea. Resumindo: uma nora quase macho, tendendo a um genro quase fêmea… E quando eu vou conhecer o meu. A minha… O Murilo ?

Pode chamar ele de Biscoito. É o apelido.

Tá ! Biscoito… Já gostei dele… Alguém com esse apelido só pode ser uma pessoa bacana. Quando o Biscoito vem aqui ?

Por quê ?

Por nada. Só pra eu poder desacordar seu pai com antecedência.

Você acha que o Papai não vai aceitar ?

Claro que vai aceitar! Lógico que vai. Só não sei se ele vai sobreviver… Mas isso também é uma bobagem. Ele morre sabendo que você achou sua cara-metade… E olha que espetáculo: as duas metade com bigode.

Mãe, que besteira … Hoje em dia … Praticamente todos os meus amigos são gays.

Só espero que tenha sobrado algum que não seja… Pra poder apresentar pra tua irmã.

A Bel já tá namorando.

A Bel? Namorando ?! Ela não me falou nada… Quem é?

Uma tal de Veruska.

Como ?

Veruska…

Ah !, bom! Que susto! Pensei que você tivesse falado Veruska.

Mãe !!!…

Tá…, tá…, tudo bem… Se vocês são felizes. Só fico triste porque não vou ter um neto…

Por que não ? Eu e o Biscoito queremos dois filhos. Eu vou doar os espermatozóides. E a ex-namorada do Biscoito vai doar os óvulos.

Ex-namorada? O Biscoito tem ex-namorada?

Quando ele era hétero… A Veruska.

Que Veruska ?

Namorada da Bel…

“Peraí”. A ex-namorada do teu atual namorado… E a atual namorada da tua irmã. Que é minha filha também… Que se chama Bel. É isso? Porque eu me perdi um pouco…

É isso. Pois é… A Veruska doou os óvulos. E nós vamos alugar um útero.

De quem ?

Da Bel.

Mas . Logo da Bel ?! Quer dizer então… Que a Bel vai gerar um filho teu e do Biscoito. Com o teu espermatozóide e com o óvulo da namorada dela, que é a Veruska…

Isso.

Essa criança, de uma certa forma, vai ser tua filha, filha do Biscoito, filha da Veruska e filha da Bel.

Em termos…

A criança vai ter duas mães : você e o Biscoito. E dois pais: a Veruska e a Bel.

Por aí…

Por outro lado, a Bel…,além de mãe, é tia… Ou tio…. Porque é tua irmã.

Exato. E ano que vem vamos ter um segundo filho. Aí o Biscoito é que entra com o espermatozóide. Que dessa vez vai ser gerado no ventre da Veruska… Com o óvulo da Bel. A gente só vai trocar.

Só trocar, né ? Agora o óvulo vai ser da Bel. E o ventre da Veruska.

Exato!

Agora eu entendi! Agora eu realmente entendi…

Entendeu o quê?

Entendi que é uma espécie de swing dos tempos modernos!

Que swing, mãe?!!….

É swing, sim! Uma troca de casais… Com os óvulos e os espermatozóides, uma hora no útero de uma, outra hora no útero de outra…

Mas..

Mas uns tomates! Isso é um bacanal de última geração! E pior… Com incesto no meio…

A Bel e a Veruska só vão ajudar na concepção do nosso filho, só isso…

Sei!!!… E quando elas quiserem ter filhos…

Nós ajudamos.

Quer saber? No final das contas não entendi mais nada. Não entendi quem vai ser mãe de quem, quem vai ser pai de quem, de quem vai ser o útero, o espermatozóide… A única coisa que eu entendi é que…

Que.. ?

Fazer árvore genealógica daqui pra frente… vai ser fogo….!!!!..

(Luiz Fernando Veríssimo )

Certo dia o Felisberto resolveu comprar uma Harley

Certo dia o Felisberto resolveu comprar uma mota.  A sua escolha recaiu sobre uma Harley.  Só havia um problema: os cromados.
O vendedor aconselhou-o a usar vaselina para os proteger sempre que chovesse, e assim foi: o Felisberto sempre que via chuva, lá ia ele besuntar a sua bela mota com vaselina.

À pala da mota, conheceu uma rapariga e começaram a andar.

Ela, certo dia resolve convidá-lo para ir jantar lá a casa e conhecer os seus pais.
E assim foi.
Chegada a hora da refeição, o pai diz:
– Cá em casa temos uma regra: quem falar primeiro depois da refeição acabada, lava a loiça.
Felisberto achou tudo muito estranho, mas assim fez.
No final da refeição resolveu experimentar para ver se ninguém falava mesmo, e começa a beijar a namorada à descarada.
Grande marmelada à mesa e ninguém se pronunciava.
Resolveu ir mais longe e pegou na namorada, pô-la em cima da mesa e…. Pimba.
E tudo continuava calado.
Não contente, pega na futura sogra que por sinal não era de deitar fora e…. Pimba.
E ninguém dizia nada.
Nisto começa a chover.
Felisberto dirige-se ao seu blusão de cabedal e saca da embalagem de vaselina.
O pai da noiva olha assustado para aquilo e diz muito rapidamente:  – OK, OK, eu lavo a loiça!!!!!…

Sexóloga HONESTA responde a perguntas

1)Tenho 20 anos e ainda não tive relações sexuais porque gostaria que a 1ª vez fosse com um namorado fixo. O que acha?

R: A minha 1ª vez também foi com um namorado fixo. Amarrei-o à cama.

2)O que fazer para surpreender um namorado tímido na primeira noite?

R: Apareça com um amante.

3) Tenho um amigo que quer fazer sexo comigo..mas ele tem um pénis de 24cm. Acho que vai ser doloroso, o que fazer ?

R: Mande para cá que eu testo por si.

4) Como faço para seduzir o rapaz que eu amo?

R: Tire a roupa.

5) Terminei com o meu ex porque ele é muito chato e agora estou com outro. Mas ainda gosto do ex e às vezes ainda fico com ele! O que devo fazer?

R: Quem era mesmo chato nesta história?

6) Quero saber como enlouquecer um homem só nos preliminares.

R: Mostre umas fotos de uns BMW.

7) Como enlouqueço meu parceiro numa relação na casa de banho?

R: Já usou desentupidor de pia?

8) Como conquistar um homem que tem namorada?

R: Fique logo com os dois. Gente complicada..

9) Saí com um gatinho e foi óptimo. Só que agora fico com medo de ligar para ele. Será que devo?

R: Depende. O gatinho sabe cagar na caixa de areia?

10) Eu tenho 18 anos mas adoro brincar com bonecas com a minha irmã de 2 anos. Também entro na net e não me farto de ver cenas de sexo. O que devo fazer?

R: Passe numa sex shop e compre um boneco insuflável de boas proporções.

11) Sou feia, pobre e chata. O que devo fazer para alguém gostar de mim?

R: Ficar bonita, rica e ser simpática. Obviamente.

12) O rapaz com quem namoro é muito porreiro, mas está a dar sinais de ser alcoólico. O que devo fazer?

R: Não o deixe conduzir.

13) Porque, na hora do sexo, quando a gente está no vai e vem, na hora que o corpo entra em atrito, faz aquele barulho de quem está a bater palmas? Porque nessa hora a gente fica mais excitado?

R: É porque parece que tem claque, tá a ver? Da próxima vez grite para a malta.

14) Eu não tenho uma cara propriamente linda, apesar de ser normal e não ser feia. O que mais atrai os rapazes é o meu corpo. O que fazer para conseguir comer alguns gatos tendo em conta que tenho 13 anos?

R: Nesta idade você tem que comer Nestum, entende?

15) Tenho 28 anos e sou virgem, não aguento mais esta situação. Como mudá-la o mais rápido possível?

R: Está em Lisboa? Vá ao Intendente, de madrugada.

16) Sou virgem e aconteceu-me, pela primeira vez, fazer sexo oral. Acabei por engolir aquilo e quero saber se corro o risco de ficar grávida. Estou desesperada!

R: Claro que corre o risco de ficar grávida. E a criança vai sair pelas orelhas.

17) A primeira vez dói? Qual a melhor posição para a mulher na primeira relação? Tenho 21 anos e ainda não tive sexo porque tenho medo de doer e não aguentar.

R: Dói tanto que você vai ficar em coma e NUNCA mais se vai levantar. Veja se deixa de ser fresca, oh Cinderela!

Família de Salazar

Em pleno regime salazarista, um homem, perdido de bêbado, cantava em altas vozes à uma da manhã numa rua de Lisboa.

Um polícia aproximou-se dele.

– O senhor cale-se, para não acordar as pessoas!

– Vá cortar o cabelo!!!

– O quê??? Acompanhe-me à esquadra, se faz favor.

Já na esquadra, o chefe interroga-o:

– Então, o senhor está a perturbar o sono das pessoas e ainda diz ao meu subordinado para ir cortar o cabelo?

Perdido de bêbado, o homem responde:

– E você vá apanhar no cú!!!

– O QUÊ???

Passe para cá os seus documentos e vai passar a noite ali para o calabouço!

Na manhã seguinte, o chefe olhava preocupado para os documentos do homem:

– Ó Silva, chegue lá aqui. Olhe lá, o bêbado que nós prendemos ontem à noite chama-se José Manuel de Oliveira Salazar. Será familiar do nosso Presidente do Conselho? Vai-lhe lá perguntar, Silva.

O Silva foi e voltou pouco depois.

– Sim, meu chefe, ele diz que sim, que é sobrinho, e diz também que é afilhado do Dr. Oliveira Salazar.·

– Ai, meu Deus, e agora? O que é que nós vamos fazer?

– Olhe, chefe, eu vou cortar o cabelo… e o chefe… Pois… Terá de se desenrascar…

Um alemão, um italiano e um chinês foram capturados em África pelos selvagens .

O cacique resolveu dar uma chance para eles escaparem:

-Tira os pénis pra fora!! Se os três juntos medir trinta centímetros, cacique dá liberdade!

O alemão tirou o dele: doze centímetros.

O italiano: treze centímetros.

E o chinês: cinco centímetros.

Total: trinta centímetros certinho..

Os três são soltos, e o chinês se vangloria:

– Se chineis non tá com tezon, molia tudo né???

Dois padres resolveram fazer férias no Algarve.

No entanto decidiram que estas deveriam ser mesmo férias e portanto nada deveria identificá-los como membros do clero.

Logo que o avião aterrou dirigiram-se a uma loja de surfistas e compraram o último grito em calções, sandálias, t-shirts, óculos de sol etc.

Na manhã seguinte, foram até à praia vestidos como verdadeiros turistas.

Estavam sentados nas suas cadeiras de praia a tomar uma caipirinha enquanto aproveitavam o calor do sol, quando uma loura em topless, de fazer qualquer um perder a cabeça, se dirigiu na sua direcção.

Os dois padres não conseguiram evitar segui-la com o olhar

Quando a jovem passou por eles, sorriu e individualmente cumprimentou-os

– “Bom dia Senhor Padre” … “Bom dia Senhor Padre”, com um ligeiro aceno de cabeça e continuando no seu caminho.

Ficaram os dois siderados, como era possível que ela os reconhecesse como padres?

No dia seguinte dirigiram-se de novo à loja de surfistas e compraram roupas ainda mais berrantes.

De novo os dois padres se dirigiram para a praia para gozar o sol, as vistas e uma caipirinha.

Eis senão quando, a mesma loura de fazer perder a cabeça, desta vez numa tanguinha ultra reveladora, se aproximou deles e os cumprimentou;

– “Bom dia Senhor Padre” … ” Bom dia Senhor Padre”, após o que se dispunha seguir o seu caminho.

O padre mais velho não se conteve e chamou-a:

– “Um momento menina”…

– “Sim?” respondeu ela, com um sorriso nos lábios bem definidos e sensuais.

– “Nós de facto somos padres e temos orgulho em sê-lo, mas como conseguiu descobrir isso?”

– “Senhor Padre, sou eu…!!! A Irmã Amélia!!!”

Meio Ambiente – anúncios criativos


Essa campanha foi feita para a World Wildlife Fund. À medida que o papel acaba, o verde da América do Sul também vai embora, simbolizando o impacto ambiental que o uso de simples toalhas de papel é capaz de provocar, além de alertar para outros desperdícios que podem levar às mesmas consequências.

Esse anúncio utiliza o movimento da sombra no cartaz para demonstrar como o aquecimento global levará ao aumento do nível dos oceanos.

“Veja quanto monóxido de carbono você deixará de emitir se não dirigir por um dia”. Essa é a mensagem que aparece na gigantesca nuvem preta presa ao cano de escape de um carro depois de passar o dia sendo inflada pela fumaça expelida pelo automóvel.

Nesse anúncio, as árvores foram posicionadas para parecer pulmões. A área desmatada é um alerta, e a frase no canto diz: “Antes que seja tarde demais”.

Diesel, a fabricante italiana de roupas, colocou, no fim de janeiro, propagandas em jornais, revistas e outdoors que traziam modelos posando com roupas da marca em um mundo afectado pelo aquecimento global. Nas fotos acima, você vê o Cristo Redentor coberto de água até os pés e Nova York praticamente submersa.

SAFE é uma instituição de proteção aos animais que faz várias campanhas para expor e questionar a utilização desnecessária deles em experimentos e explorações comerciais. O anúncio acima tem como alvo o uso dos bichos como cachecóis, botas e outros produtos de couro e assim por diante.

“Use a eletricidade com sabedoria”. Esse anúncio é da companhia de energia Eskom, da África do Sul.

Uma associação de proteção ao meio ambiente e sua agência de publicidade tiveram a idéia de colocar outdoors logo acima de buracos de esgotos para dar a idéia de que água suja é como cocô. Eles queriam despertar o cuidado das pessoas para com o ambiente por meio de fortes impactos visuais e até aversão física.

“A moda faz mais vítimas do que você pensa”. Da Agência O&M, da Índia

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close