A Maria e o Tó no hospital psiquiátrico

A Maria e o Tó, estavam internados num hospital psiquiátrico.

Um dia, durante o seu passeio habitual, o Tó saltou para dentro da piscina e começou a afundar-se. Aí, a Maria saltou rapidamente para a piscina e conseguiu salvá-lo.

Quando o director teve conhecimento do acto heróico da Maria, mandou-a chamar e disse-lhe :
– Tenho boas e más noticias a comunicar-te :
– As boas, são que vamos dar-te alta, visto teres demonstrado possuir capacidade racional para ultrapassares uma situação de crise, e salvares a vida de um doente. O teu acto mostra que estás recuperada !

– As más notícias, são que o Tó, depois de o teres salvado, enforcou-se na casa de banho com o cinto do roupão ! Lamentamos imenso, mas está morto !!!
E a Maria respondeu :
– Ele não se suicidou, eu é que o pendurei a secar !!!…

As perguntas do Joãozinho

joãozinho

O Joãozinho vai à pesca com o pai e pergunta-lhe:

– Pai, como é que os peixes respiram debaixo de água?

– Não sei, filho.

Pouco depois:

– Pai, porque é que os barcos não afundam?

– Também não sei, meu filho.

E o Joãozinho insiste:

– Pai, porque é que o céu é azul?

– Isso eu também não sei, filho.

– Pai, chateia-te eu estar sempre a fazer estas perguntas, não é?

– Claro que não, filho! Se tu não perguntares, nunca vais aprender nada.

– …

O Joãozinho …É MALANDRO MESMO…

joãozinho

Rita e o seu namorado estavam no quarto quando a mãe da Rita que preparava o almoço chama:

– Rita, o almoço está pronto! – Já vou mãe. Não demoro.
– Eu sei o que eles estão fazendo – diz Joãozinho, o irmão mais novo. – Deixa de ser intrometido e cala a boca!
– Rita, anda! Vem prá mesa – diz a mãe.
– Já vou, mãe!
– Ha, ha, ha !!! Eu sei o que eles estão fazendo – continua o pestinha.
O pirralho leva um estalo e cala a boca. Passado quase meia hora, a mãe, novamente: – Rita, apressa-te que a comida vai arrefecer!
– Oh mãe, já vou… – diz a filha, quase a chorar..
O Joãozinho então começa a rir e diz:
– Eu sei o que eles estão fazendo… Ha ha ha…
A mãe diz:
– Fala então, peste!
– A Rita pediu-me o tubo da vaselina… E eu dei-lhe a Super cola 3.

O Grey (das sombras) não era Alentejano…

alentejano
As Cinquenta Sombras de Grey em versão alentejana


Quatro alentejanos costumam ir pescar há muitos anos, sempre na mesma época, montando um acampamento para o efeito.
Este ano, a mulher do João bateu o pé e disse que ele não ia.
Profundamente desapontado, telefonou aos companheiros e disse-lhes que, desta vez não podia ir porque a mulher não deixava.
Dois dias depois, os outros chegaram ao local do acampamento e, muito surpreendidos, encontraram lá o João à espera deles e com a sua tenda já armada.

Então, João, como é que conseguiste convencer a tua patroa a deixar-te vir?

Bem, a minha mulher tem estado a ler "As Cinquenta Sombras de Grey" e,ontem à noite, depois de acabar a última página do livro,a minha mulher arrastou-me para o quarto.
Na cama, havia algemas e cordas!
Mandou-me algemá-la e amarrá-la à cama e depois disse:
Agora, faz tudo o que quiseres …

E EU … VIM PESCAR !!! …

Helllo Allah….

criação de http://www.humor-kamensky.sk/

(enviaram com a assinatura cortada mas eu achei 😀 )


Vendo aparelhos para musculação…

Joãozinho ataca de novo

escola
joãozinho
professora

Na escola a professora :

– Crianças, amanhã quero que me tragam exemplos de construções que
estão a ser feitas próximo das vossas casas e quais as vantagens
destas novas construções para nós.

– Sim professora.

No final da aula, a professora pede a todas as meninas que fiquem na
sala porque quer dizer algo:

– Olhem, meninas, como o Joãozinho é muito malcriado é provável que
amanhã ele diga alguma das suas asneiras. Por isso, vou pedir que,
para evitarmos problemas, quando ele disser algo que nos pareça
grosseiro, todas vocês se levantem imediatamente e saiam da aula.

Todas concordaram com o plano.

No dia seguinte, pergunta a professora:

– Fizeram a redação que eu pedi? Primeiro você, Anita …

– Perto da minha casa estão a construir um supermercado. Assim, a
minha mãe não precisa de andar tanto para ir às compras.

– Muito bem Anita !!! Sim, Raulzito, fala você.

– Perto da minha casa estão a construir uma fábrica de móveis. Assim,
como o meu pai é marceneiro ele vai poder trabalhar mais perto de
casa.

– Excelente, obrigado Raulzito.

Nisto o Joãozinho levanta a mão. Diz a professora:

– Ai meu Deus!!!

Fala, Joãozinho. O que é que estão a construir perto da tua casa?

– Perto da minha casa estão a construir um bordel.

Imediatamente todas as colegas do Joãozinho se levantam para sair da
sala e ele diz:

– Calma, suas pu. …. Ainda não abriu !!!

Marido desesperado

Marido desesperado chama a recepção do hotel:
– Por favor, venha rápido. Eu estou tendo uma discussão com a minha mulher e ela diz que vai saltar pela janela. Da recepção respondem:
– Senhor, desculpe, essa é uma questão pessoal.
E o marido diz:
– Sim, mas a janela não abre, e isso é problema de manutenção do hotel !!!

A LONGEVIDADE DOS ALENTEJANOS…

médico
O Ti Zé Chaparro, aproveitando a viagem a Mértola, foi ao médico fazer

um 'xécápi'.
Pergunta o médico.
- Sr. José, o senhor está em muito boa forma para 40 anos.
- E eu disse que tenho 40 anos?
 - Que idade tem?
- Faço 57, agora, em Março.
- Não me diga! E quantos anos tinha o seu pai quando morreu?
- E eu disse que o meu pai morreu?
 - Oh, desculpe! Quantos anos tem o seu pai?
- O velho tem 81.
 - 81? Que bom! E quantos anos tinha o seu avô quando morreu?
- E eu disse que ele morreu?
- Sinto muito. E qual é a idade dele?
- 103, e ainda anda de bicicleta.
- Fico feliz em saber. E o seu bisavô? Morreu de quê?
- E eu disse que ele tinha morrido? Ele está com 124 e vai casar prá
semana que vem.
- Agora já é demais! - Diz o médico revoltado.
- Por que é que um homem de 124 anos iria querer casar?
- E eu disse que ele QUERIA casar? Não queria nada, mas engravidou a moça!.. 

100 euros é dinheiro

alentejano
Um casal de idosos, Manel e Maria, ia todos os anos a um espectáculo aéreo no aniversário de Manel.
No 85º aniversário de Manel, este vira-se para a mulher e diz:
– Maria, tenho 85 anos, quero andar de helicóptero, pode ser a última oportunidade que tenho!
– Mas Manel, andar de helicóptero custa 100 euros, isso é muito dinheiro! A nossa pensão é muito pequena!
O piloto não conseguiu evitar ouvir a conversa e fez-lhes uma proposta:
– Oiçam, fazemos um acordo. Eu ofereço-vos uma viagem, desde que não dêem um pio durante a mesma! Qualquer palavra ou grito que dêem e o acordo acaba.
O Manel e a Maria aceitaram e lá foram eles.
O piloto subiu, desceu, virou o helicóptero ao contrário, zig zags, muitas manobras que fariam qualquer um gritar, mas nenhum deles abriu a boca! Ao voltar para terra, o piloto mostrou-se muito admirado, e disse:
– Fabuloso, fiz manobras que fariam qualquer piloto da força aérea berrar, mas ,não ouvi nada Manel! Parabéns! Prometido é cumprido, não cobro nada pela viagem!

Diz o Manel:
– Eu estive para dizer qualquer coisa quando a Maria caiu do helicóptero, mas 100 euros são 100 euros…

Ser ou não ser?

escola
matemática

A grande dedução!

mulher

E Deus fez a mulher…
Houve harmonia no paraíso.
O diabo vendo isso resolveu complicar…

Deus deu à mulher cabelos sedosos e esvoaçantes.
O diabo deu pontas duplas e ressequidas.

Deus deu à mulher seios firmes e bonitos.
O diabo fê-los crescer e cair.

Deus deu à mulher um corpo esbelto e provocante.
O diabo inventou a celulite e as estrias.

Deus deu à mulher músculos perfeitos.
E o diabo cobriu-os com lipogliceridos.

Deus deu à mulher uma voz suave, doce e melodiosa.
O diabo fê-la falar demais.

Deus deu à mulher um andar elegante.
O diabo investiu no sapato de salto alto.

Então Deus deu à mulher infinita beleza interior.
E o diabo fez o homem perceber só o lado de fora.

Deus fez a mulher ficar maravilhosa aos 30, vibrante e gostosa aos 45.
O diabo deu de presente a menopausa aos 50…

Só pode haver uma explicação para tudo isso:

O Cabrão do diabo é GAY!!!

Sagacidade alentejana

alentejano
polícia

Um camionista espanhol parou o camião na frente da loja do ti Jerónimo, e perguntou:

– Sr. Jerónimo, tenho aqui um camião de arroz, sem documento de transporte e sem cobrar IVA.
O senhor quer?
Claro que quero!
Ti Jerónimo vira-se para o filho e diz:
– Zezinho, vai para a esquina e se aparecer o fiscal vens cá avisar!
Começam a descarregar o camião e no meio da descarga aparece o Zezinho a gritar dizendo que o fiscal vem lá.
– Pára tudo e volta a carregar, grita o ti Jerónimo!
Entretanto chega o fiscal.
– Grande venda senhor Jerónimo, diz o fiscal.
– A melhor venda que já fiz este ano, senhor fiscal; responde o ti Jerónimo..
– E essa mercadoria tem documento de transporte? questiona o fiscal.
– Ainda não tem documento de transporte porque estou a espera para ver a quantidade que leva o camião, afirma o ti Jerónimo..
– Não pode, diz o fiscal.
O documento de transporte tem de ser emitido antes de carregar!
– Ah sim?
Então pára tudo, que eu não quero problemas com a Justiça!
Descarrega tudo do camião e guarda dentro do armazém!

um clássico na cama

João : Gostaste?

Joana: Tonto. Claro que gostei.

João : Tu sabes que eu não sou muito experiente.

Joana: Mal se notou.

João : De certeza que houve algumas coisas que não te agradaram por aí além.

Joana: Deixa-te de parvoíces.

João : Estou a falar a sério. Por exemplo, não me pareceu que tivesses gostado muito quando te acariciei o peito.

Joana: Bem, foste um bocadinho bruto.

João : Desculpa, foi a excitação.

Joana: Eu sei. Esquece, não tem importância.

João : Tem sim! Imensa! E também não gostaste que te beijasse as orelhas.

Joana: O beijar era como o outro. Agora, escusavas era de ter enfiado a língua daquela maneira.

João : Agora estás-me a deprimir. Ao menos gostaste das dentadas no pescoço?

Joana: Ah, esquece essas merdas.

João : Nem isso?

Joana: (suspirando)

João : Isto está muito pior do que eu pensava, porra.

Joana: Pára com isso. Queres saber das dentadas? Dá cá o teu pescocinho, para ver se gostas que eu te ferre daquela maneira.

João : Está bem, já percebi. Mas dos beijinhos gostaste?

Joana: Claro que gostei.

João : Nisso sou bom.

Joana: Bem, na verdade podias passear um bocadinho mais com a língua. Sempre no mesmo sítio cansa um bocadito, sabes?

João : Merda, também não gostaste.

Joana: Não disse isso. Mas ninguém nasce ensinado e leva tempo até que duas pessoas aprendam os truques uma da outra.

João : Agora estás a ser condescendente. Não é preciso achincalhar, ok?

Joana: Irra! Não é nada disso!

João : Não me estás a ajudar nada com essa falsa compreensão.

Joana: Grrrrr…

João : A honestidade é muito mais importante numa relação que o amor-próprio dum ou doutro.

Joana: Já chega. Já me estás a irritar.

João : Tu é que és desonesta e dissimulada.

Joana: Ah, é? Então, escuta bem: sabes que há outras posições além do missionário? E sabes que as mulheres também gostam de ter orgasmos? E mais uma dica: enquanto fodemos, há coisas bem mais agradáveis para fazer com a boca, além de atirar perdigotos para cima da parceira. Porra, nem um linguado sabes dar!

João : (abrindo e fechando a boca, com ar incrédulo) Mas afinal, de que é que tu gostaste?

Joana: Que tivesse acabado! Foda-se, que além de não ter jeitinho nenhum é chato!

Marido obcecado pelo futebol

– “Amor, acho que andas meio obcecado com o futebol. Fazes-me falta”

– “Falta? Nem te toquei.”