O irmão meio maluco

namorada

Havia um rapaz que tinha um irmão meio maluco. Certo dia, ele estava-se a despachar para sair com a namorada, quando o maluco pergunta:

– Onde vais?

Responde o irmão:

– Vou sair com a minha namorada.

Diz o maluco:

– Vou contigo!

Responde o irmão irredutível:

– Não vais nada.

A mãe, que estava a ouvir a conversa, com aquele enorme zelo pelo filho doente, diz:

– Vais levar o teu irmão, sim. Ele é diferente e precisa de atenção.

O irmão, sem outra opção, lá o levou para o encontro. Chegando lá, conversa vai, conversa vem, ele começa a beijar a namorada quando o maluco diz:

– Também quero!

Intrigado pergunta o irmão:

– Queres o quê? Beijar a minha namorada? É que nem pensar!

E a moça, com pena:

– Não tem problema amor, é só um beijinho, ele é doente.

E o maluquinho dá um belo beijo na namorada do irmão. No outro dia, pergunta novamente o maluco ao irmão:

– Onde vais?

Responde o irmão:

– Dar uma volta com a minha namorada.

Diz o maluco:

– Vou contigo!

Como tinha uns planos especiais com a namorada, responde:

– Não, hoje não vai dar!

E a mãe:

– Ah, meu filho, leva o teu irmão, ele é doente.

O irmão, impaciente, lá tem que o levar para sair novamente. E no meio da rambóia entre o casalinho, o maluco vê o irmão a apalpar os seios da namorada. Diz ele todo contente:

– Também quero fazer isso!

Incrédulo responde o irmão:

– Nem pensar!

E a namorada, com pena do maluco, relaxa o namorado:

– Só um bocadinho amor, ele é maluquinho.

E o maluco mete as mãos nos seios da namorada do irmão todo contente. No outro dia, o irmão ao despachar-se para sair com a namorada, pergunta outra vez o maluco:

– Onde vais?

Responde furioso o irmão:

– Vou apanhar no cu!

Diz o maluco:

– Ah ok, então vê se não demoras.

A Salsicha

bêbado
Dois tipos querem ir tomar uns copos num sábado á noite… mas não têm mais que um ou dois euros.
O primeiro diz:
– Espera, tenho uma ideia, já vais ver.

E compra uma grande salsicha com o dinheiro que tinha.
– És estúpido? – diz o outro – Assim ficamos sem dinheiro. E agora o que é que vamos fazer?
– Não te preocupes, já vais ver.

Entram num bar, pedem dois whiskys e começam a bebê-los. Quando acabaram, o primeiro diz ao outro:
– E aqui vai o truque: abro a minha braguilha, deslizo discretamente a
salsicha por ela, ajoelhas-te á minha frente, e chupas a salsicha.
Nunca falha!
Então, o primeiro tira a salsicha das calças, o segundo ajoelha-se e começa a chupar a salsicha.

Ao ver isto, o dono do bar grita-lhes:
– Xiça, que paneleirada! Que é que estes gajos tão prá qui a fazer?… Saiam daquí agora mesmo!

Como o truque funciona, voltam a entrar noutro bar e bebem um segundo
whisky e… hop!… ajoelhar… salsicha… expulsão…

Deste modo, vão de bar em bar, mas quando chegam ao 15º bar, e tendo já bebido uns 14 whiskies, o segundo diz ao primeiro:
– Cum caraças, vamos parar com isto, que já não posso mais, dói-me
imenso os maxilares.

Ao que o primeiro responde:
– Pode ser, eu também já não aguento mais, ainda por cima perdi a porra da
salsicha no terceiro ou quarto bar…