São raras, mas ainda bem que existem…

CASAMENTO É PARTILHA…

O senhor idoso pediu um hambúrguer, batatas fritas e um refrigerante.

Ele desembrulhou o hambúrguer e cuidadosamente cortou-o pela metade, colocando uma metade em frente à sua esposa.

Depois, ele cuidadosamente contou as batatas fritas, dividindo-as em duas partes, colocando uma parte em frente à sua esposa.

Ele tomou um gole do refrigerante, sua esposa tomou um gole e colocou o copo entre eles. Quando o homem começou a comer seus pequenos bocados de hambúrguer, as pessoas à volta do casal ficaram olhando e cochichando.

Eles estavam certamente pensando:

Pobre casaltudo o que eles têm condições de comprar é apenas uma refeição para os dois.

Quando o homem começou a comer suas batatas fritas, um jovem veio até a mesa e educadamente ofereceu-se para comprar outra refeição para o casal. O senhor idoso agradeceu e disse que eles estavam acostumados a dividir tudo.

As pessoas mais próximas à mesa notaram que a pequena senhora idosa não havia comido nada. Ela estava sentada, observando o marido comer e, de vez em quando, tomava um gole do refrigerante, dividindo com ele.

Novamente, o jovem voltou e implorou-lhes que o deixassem comprar outra refeição. Desta vez, a senhora disse:

– Não, obrigada, nós estamos acostumados a dividir tudo.

Finalmente, quando o senhor terminou e estava limpando cuidadosamente a boca com o guardanapo, o jovem voltou e disse à senhora, que ainda não havia comido nenhum pedaço do sanduíche:

– O que a senhora está esperando?

Ela respondeu:

– “A DENTADURA”.

A mulher, despedindo-se do marido…

A mulher, despedindo-se do marido que vai trabalhar noutro país :

-Quero notícia tuas todos os meses, prometes ?

-Por carta ou por e-mail ?

-Por cheque.

O cão que não ladra

cão
polícia

Comprador : -Disseste-me que o cão que me vendeste era cão-polícia, mas afinal não ladra nada ?

O vendedor, na maior calma, diz : -É da polícia secreta

PARÁBOLA-Atenção !

Navegavam há meses e os marujos não tomavam banho nem trocavam deroupa.
O que não era novidade na Marinha Mercante Britânica, mas onavio fedia!
O Capitão chama o Imediato:
– Mr. Simpson, o navio fede, mande os homens trocarem de roupa!
Responde o Imediato:
– Aye, Sir…
Parte para reunir os seus homens e diz:
– Sailors, o Capitão está a queixar-se do fedor a bordo e mandaque todos troquem de roupa.

– David troque a camisa com John, John troque a sua com Peter, Peter
troque a sua com Alfred, Alfred troque a sua com Jonathan … e assim
prosseguiu.
Quando todos tinham feito as devidas trocas, volta ao Capitão e diz:
– Sir, todos já trocaram de roupa.
O Capitão, visivelmente aliviado, manda então prosseguir aviagem…

É MAIS OU MENOS ISSO QUE VAI ACONTECER EM PORTUGAL NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS E SEGUINTES

"NÃO É A POLÍTICA QUE FAZ O CANDIDATO SER LADRÃO. É O NOSSO VOTO QUE FAZ O LADRÃO SER POLÍTICO".

PENSEMOS NISSO, AO VOTAR!
(Autor desconhecido)

O que deve fazer um homem casado depois da missa?

padre
O esposo regressa da missa, entra em casa a correr e dirige-se à esposa com invulgar alegria.
Abraça-a, levanta-a ternamente nos braços e vai dançando com ela suspensa no ar, à volta de cada móvel de casa.
Pergunta a esposa, bastante admirada com o gesto:
– O que foi que disse hoje o padre no sermão? Será que disse que os maridos devem ser mais carinhosos com as suas esposas?
Responde o marido, radiante:
– Não, amor. O padre disse que temos que carregar a nossa cruz com alegria redobrada…

Filosofia de VIDA

escola
professor

Um professor, durante a sua aula de filosofia sem dizer uma palavra, pega num frasco de maionese e esvazia-o…tirou a maionese e encheu-o com bolas de golf.

A seguir perguntou aos alunos se o Frasco estava cheio. Os estudantes responderam sim.
Então o professor pega numa caixa cheia de Caricas e mete-as no frasco de maionese. As Caricas encheram os espaços vazios entre as bolas de golf.

O professor voltou a perguntar aos alunos se o frasco estava cheio, e eles voltaram a dizer que sim.

Então…o professor pegou noutra caixa…uma caixa cheia de areia e esvaziou-a para dentro do frasco de maionese. Claro que a areia encheu todos os espaços vazios e uma vez mais o pofessor voltou a perguntar se o frasco estava cheio. Nesta ocasião os estudantes responderam em unânime "Sim !".

De seguida o professor acrescentou 2 taças de café ao frasco e claro que o café preencheu todos os espaços vazios entre a areia. Os estudantes nesta ocasião começaram a rir-se…mas repararam que o professor estava sério e disse-lhes:


‘QUERO QUE SE DÊEM CONTA QUE ESTE FRASCO REPRESENTA
A VIDA’.
As bolas de golf são as coisas Importantes:

como a família, os filhos, a saúde, os amigos, tudo o que te apaixona.

São coisas, que mesmo que se perdêssemos tudo o resto, nossas vidas continuariam cheias.

As caricas são as outras coisas que importam como: o trabalho, a casa, o carro, etc.
A areia é tudo o demais,as pequenas coisas.


‘Se pomos 1º a areia no frasco, não haveria espaço para as caricas nem para as bolas de golf.
O mesmo acontece com a vida’.

Se gastássemos todo o nosso tempo e energia nas coisas pequenas, nunca teríamos lugar para as coisas realmente importantes.


Presta atenção às coisas que são cruciais para a tua Felicidade.


Brinca ensinando os teus filhos,
arranja tempo para ires ao medico,
Namora e vai com a tua/teu namorado/marido/mulher jantar fora,

Pratica o teu desporto ou hobbies favorito.


Haverá sempre tempo para limpar a casa e reparar as canalizações

Ocupa-te das bolas de golf 1º, das coisas que realmente importam.

Estabelece as tuas prioridades, o resto é só areia…

Um dos estudantes levantou a mão e perguntou o que representava o café.

O professor sorriu e disse:

"…o café é só para vos demonstrar, que não importa o quanto a vossa vida esteja ocupada,sempre haverá espaço para um café com um amigo. "

Advogada … pira-te !!!!

polícia

Uma advogada andava em alta velocidade pela cidade com seu BMW, quando
foi parada pelo guarda de trânsito.
O Guarda:
– A senhora estava além da velocidade permitida, por favor a sua habilitação.
Advogada:
– Está vencida.
Guarda:
– O documento do carro.
– O carro não é meu.
– A senhora, por favor, abra o porta-luvas.
– Não posso, tem um revólver aí que usei para roubar este carro.
Guarda (já bastante preocupado):
– Abra o porta-malas!
– Nem pensar!
– Na mala está o corpo da dona deste carro, que eu matei no assalto!

O guarda, vendo-se diante de circunstância tão bizarra resolve chamar o Sargento.

Chegando ao local o Sargento dirige-se à advogada:
– Habilitação e documento do carro por favor!
– Está aqui senhor, como vê o carro está no meu nome e a habilitação está regular.
Sargento:
– Abra o porta-luvas!
Advogada: (tranqüilamente…):
– Como vê só tem alguns papéis.
– Abra o porta-malas!
– Certo, aqui está…. como vê, está vazio.

Sargento (constrangido):
– Deve estar acontecendo algum equívoco.
– O meu subordinado me disse que a senhora não tinha habilitação,
que não era dona do carro pois o tinha roubado, com um revólver
que estava no porta luvas, de uma mulher cujo corpo estava no porta-malas.
Advogada:
– Só falta agora esse sacana dizer que eu estava em alta velocidade!!!

Amigos no bar…

bêbado

Dois amigos estão no bar, quando um deles fala:

– Estás a ver aqueles dois velhos a beber ali na outra mesa?

Dentro de uns vinte anos estaremos assim.

O outro olhou e disse:

– Ouve lá, o melhor é parares de beber. Não vês que aquilo é um espelho!!!

A evolução do ensino da Matemática em Portugal

escola
professora
Na semana passada comprei um produto que custou 1,58€.
Dei à funcionária da caixa 2,00€ e 8 cêntimos, para evitar receber ainda mais moedas.
A rapariga pegou no dinheiro e ficou a olhar para a máquina registadora, aparentemente sem saber o que fazer.
Tentei explicar-lhe que tinha que me dar 50 cêntimos de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para a ajudar.
Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar-lhe aquilo que aparentemente continuava sem entender.
Por que estou a contar isto? Porque dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1956, altura em que entrei para a escola primária.

Parece-me que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1956:

Um lenhador vende um carro de lenha por 100$00.
O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de venda .
Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:

Um lenhador vende um carro de lenha por 100$00.
O custo de produção desse carro de lenha é igual a 4/5 do preço de
venda ou seja, 80$00.
Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:

Um lenhador vende um carro de lenha por 100$00.
O custo de produção desse carro de lenha é 80$00.
Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:

Um lenhador vende um carro de lenha por 100$00.
O custo de produção desse carro de lenha é 80$00.
Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
( )20$00 ( )40$00 ( )60$00 ( )80$00 ( )100$00

5. Ensino de matemática em 2000:

Um lenhador vende um carro de lenha por 100$00
O custo de produção desse carro de lenha é 80$00.
O lucro é de 20$00.
Está certo?
( )SIM ( ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2009:

Um lenhador vende um carro de lenha por 100,00€.
O custo de produção é 80,00€.
Se você souber ler coloque um X no 20,00€.
( )20,00€ ( )40,00€ ( )60,00€ ( )80,00€ ( )100,00€