SocialNetwork

________________________________

uma boa recomendação!

É uma bela campanha promocional 🙂

________________________________

Passos de férias na Manta Rôta


[cid:19BA94F627AD4C2DA7EC7E06C36FE88A@winb37dbf02f28]

________________________________

Joãozinho e a matemática

escola
joãozinho
professora

O pai está a ver as notas do filho.
– Ó Carlinhos, o que é isto? Só 3 a matemática?
– Então pai, a setôra perguntou: “Quantos são 3×2?” E eu respondi: “6”.
– E está certo, meu filho!
– A seguir perguntou: “Quantos são 2×3?”
– Foda-se! Não é a mesma coisa? – perguntou o pai.
– Foi o que eu respondi à setôra!

________________________________

Calendário escolar 2012/2013







Departamento de Urbanismo da Câmara de Serpa

alentejano

Dois alentejanos estavam a trabalhar para o Departamento de Urbanismo da Câmara de Serpa.

Um escavava um buraco e o outro vinha atrás e voltava a encher o buraco.

Trabalharam num lado e depois no outro lado da rua.

No fim, passaram à rua seguinte, sem nunca descansar.

Um escavava um buraco e outro enchia o buraco outra vez.

Um espectador, divertido com a situação, mas não entendendo porque eles faziam isto, foi perguntar ao cavador:
– Estou impressionado com o esforço que os dois põem no trabalho, mas não compreendo porque é que um escava um buraco e, mal acaba, o parceiro vem atrás e volta a enchê-lo.

O cavador, limpando a testa, suspira:
– Bem, isto pode parecer estranho porque, normalmente,
somos três homens na equipa; mas hoje o gajo que planta as árvores telefonou a dizer que está doente …!!!

________________________________

Joãozinho na aula de boas maneiras

escola
joãozinho
professora

Durante a aula de Boas Maneiras, diz a professora:
– Zezinho, se estivesses a namorar uma menina fina e educada e, durante o jantar, precisasses ir ao WC, o que dirias?
– Segura aí as pontas que eu vou dar uma mijinha.
– Isso seria uma completa falta de educação! – disse a professora. – E tu Luis, como dirias?
– Peço desculpa, preciso de ir à casa de banho, mas já volto.
– Melhor, mas é desagradável mencionar a casa de banho durante as refeições. – disse a professora – E tu Joãozinho, serias capaz de usares a tua inteligência para, ao menos uma vez, mostrares boas maneiras?
– Eu diria “Minha prezada senhorita, peço licença para me ausentar por um momento, pois vou estender a mão a um grande amigo que pretendo apresentar-lhe depois do jantar”.

________________________________

N A R I Z T U P I D O

No Interior de Minas, um casal de amigos caminhava pelo pasto de uma
fazenda, até que viram um cavalo transando com uma égua, e a amiga
logo perguntou… .
– Carzarbertoo…, o que é aquilo?
– Elis tão casalano, sô! A égua tá no cio, o cavalo percebeu isso e ta
mandano brasa!!!
– Mais cumé co cavalo sabe que ela tá no cio, Arbertoo?
– Aaara!!, é co cavalo sente o cheiro da égua no cio, sô!
Passaram mais adiante, e tinha um bode transando com uma cabra, e a
amiga perguntou de novo, e o Amigo deu a mesma resposta.
Mais na frente, lá estava um boi pegando uma vaca, e ela tornou a
perguntar, e ele deu a mesma resposta: que o boi também sentia o
cheiro da vaca no cio.
Foi aí que a amiga perguntou:
– Ô Carzalbertoo, se eu perguntá uma coisa pr’ocê, ocê jura que num
vai ficá chatiado?
– Craro que não, miga! Ocê pode perguntá!
– OCÊ TÁ COM O NARIZTUPIDO?

Colegas de escola!!!!

escola
médico
professor


Já lhe aconteceu, ao olhar para pessoas da sua idade, pensar: não posso
estar assim tão velho(a)?!!!!

Veja o que conta uma amiga:
– Estava sentada na sala de espera para a minha primeira consulta com um
novo dentista, quando observei que o seu diploma estava exposto na parede.
Estava escrito o seu nome e, de repente, recordei-me de um moreno alto, que
tinha esse mesmo nome.
Era da minha turma do Liceu, uns 30 anos atrás, e eu
perguntei-me: poderia ser o mesmo rapaz por quem eu tinha me apaixonado à
época?
Quando entrei na sala de atendimento, imediatamente afastei esse pensamento
do meu espírito. Este homem grisalho, quase calvo, gordo, com um rosto
marcado, profundamente enrugado… era demasiadamente velho para ter sido a
minha paixão secreta.
Depois de ele ter examinado o meu dente, perguntei-lhe se ele tinha estudado
no Colégio Sacré Coeur.
– Sim, respondeu-me.
– Quando se formou?, perguntei.
– 1965. Por que pergunta?, respondeu.
– É que… bem… o senhor era da minha turma!, exclamei eu.
E então, este velho horrível, cretino, careca, barrigudo, flácido, filho de
uma puta, lazarento perguntou-me:

– A Sra. era professora de quê?