Afinal sempre há anedotas românticas!…

Romeu e Julieta estavam sozinhos, numa noite de luar, muito romântica, a
conversar:
– Romeu, não queres que eu pegue no teu belo membro com as minhas mãos e o
acaricie com toda a delicadeza, para sentires um prazer intenso?
– Nem pensar! Como podes querer usar essas mãos tão lindas e puras para algo
assim?
– Meu amor, queres então que eu pegue nesse teu magnífico pau e o coloque
entre os meus seios e pernas, para que sintas um prazer duradouro e
maravilhoso?
– Nunca! Nunca permitiria que essas partes tão privadas, tão brancas e sem
manchas sejam tocadas por uma parte tão impura de meu corpo.
– Ah! Amado meu, e se introduzisses esse grande e viril pedaço de carne na
minha boca, para que eu te possa proporcionar um imenso e louco prazer?
– Estás doida? Não posso sequer pensar que o meu membro possa tocar nessa
boca tão linda e pura, que existe só para dizer palavras de amor e carinho.
– Está certo, Romeu. Vamos então pensar noutra coisa qualquer para tirares o
teu pau do meu cu, que já tá a começar a doer…

Leave a Reply

 

 

 

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>