Ê AMO O MÊ ALENTEJO

alentejano


Uma pesquisadora do IFADAP bate a uma porta num montezinho perdido no
interior do Alentejo e pergunta ao agricultor…
– Esta terra dá trigo?
– Nã senhora – responde o alentejano.
– Dá batata?
– Tamém não!
– Dá feijão?
– Nunca deu um!
– Arroz?
– De manera nenhuma!
– Milho?
– Tá a gozar comigo?!
– Quer dizer que por aqui não adianta plantar nada?
– Ah! Se plantar já é diferente…

Leave a Reply

 

 

 

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>