Um dia Pinto da Costa morreu…

Houve uma reunião no Porto para decidir onde ele seria enterrado.
O Reinaldo Teles sugeriu: Deve ser enterrado no Porto. Afinal, aqui é a sua cidade natal.
Então, um bêbado benfiquista, que não se sabe como entrou na reunião, disse com aquela entoação típica dos bêbados:
– No Porto pode… Só não pode em Jerusalém!!!
Como estava bêbado, ninguém lhe ligou nenhuma.
Manuel Serrão disse:
– Acho que deve ser no Porto, mas perto do estádio do Dragão onde fez a sua carreira como presidente do F.C.P.
O bêbado mais uma vez interveio:
– Junto ao Dragão pode… Só não pode em Jerusalém!!!
Novamente, ninguém lhe deu ouvidos.
Miguel Sousa Tavares finalmente sugeriu:
– Porto, não! Deve ser enterrado em Lisboa, pois era uma celebridade e todas as celebridades devem ser enterradas na Capital!
E o bêbado novamente:
– Em Lisboa pode… Só não pode em Jerusalém!!!
Perderam a paciência com o tipo:
– Porquê tanto medo que o Pinto da Costa seja enterrado em Jerusalém?
E o bêbado benfiquista respondeu: – Porque uma vez enterraram lá um gajo, e ele RESSUSCITOU!

Leave a Reply

 

 

 

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>