os brasileiros sao tramados

Diálogo entre marido e mulher:
– Zé, vem pra cama. São mais de três horas!
– Peraí Flavinha… Tô quase acabando…
– Esse negócio de internete vai é te deixar internado num manicômio!
– É pra faculdade. Trabalho de economia. Tô pesquisando nos principais jornais do mundo. Esse aqui é o Asahi Shimbun.
– Saúde!
– Saúde o quê?
– Você espirrou.
– Não sacaneia! Asahi Shimbun é um jornal japonês!
– E desde quando você sabe ler aqueles pauzinhos?
– Essa edição é traduzida para o inglês. E não são pauzinhos, são ideogramas.
– Quanta erudição!
– Pára de perturbar e volta pra cama, senão a pesquisa não sai hoje.
– Como é que eu vou dormir com essa impressora fazendo tanto barulho?
– Tá bom. Eu desligo a impressora, passo tudo pro cê e amanhã imprimo o resto.
– Passa pra mim o quê?
– Não é pra você, é para o cê, a letra que representa o agá dê onde a gente guarda tudo no computador… Ahn, esquece.
– Esquece porquê? Você acha que eu sou burra demais pra aprender essas coisas?
– Não é isso. É que a gente precisa de um conhecimento específico pra entender o funcionamento dessas máquinas, e, de mais a mais, a essa hora da madrugada não dá pra raciocinar direito. Vai pra cama.
– Zé… só mais uma coisa… é rapidinho: como é que você consegue achar aí um jornal do Japão?
– É mole. Existem alguns saites que fazem o papel de catálogos de romipeiges. Você digita um nome ou um assunto dá um brause…
– Traduz.
– Porra… Tem uns… uns… uns programas que têm todos os endereços de páginas na internete.
– O que é um brause? É grande?
– Ô Flávia, você vai sacanear ou prestar atenção?
– Cumé que eu vou entender essa língua que você tá falando? É bráulio, romipeige, saite…
– Não é bráulio: é brause. E vê se cala essa boca e presta um pouquinho de atenção. Tem uns programas que servem de catálogos, então a gente escolhe o assunto e dá um brause, que é uma tecla que sai procurando o que você pediu, aí aparecem na tela os endereços e é só escolher um, clicar duas vezes em cima com o mause que aparece a romipeige… a página que você quer.
– Página? Não é tela?
– A gente chama de página o programa que aparece na tela. Ou romipeige.
– Outra coisa: esse tal de brause dá só o endereço? A internete não é pelo telefone?
– Ai meu cacete!
– Que grossura! Custa explicar?
– Endereço na internete é um código que se digita para acessar as páginas. É claro que é por telefone. Agora chega! Não vou mais fazer pesquisa nenhuma. Deixa pra amanhã, que eu já perdi o saco. Aliás, eu juro: amanhã vou comprar um pentium para deixar lá no escritório e…
– Pra quê um pente no escritório? Você passou máquina zero no cabelo ontem!
– VÁ PRA PUTA QUE PARIU!!!

Leave a Reply

 

 

 

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>